10/08/2017 Trabalho inédito voltado para o setor têxtil é discutido em reunião no CTN

Na última manhã de quinta-feira, 10 de agosto, a presidente em exercício da Fundacentro, Leonice da Paz; juntamente com o ergonomista e design Ricardo Costa Serrano e o chefe do Serviço de Recursos Instrucionais (SRI), Clodoaldo Caetité Novaes, receberam, a secretária Nacional de Saúde, Segurança e Meio Ambiente do Trabalho da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias do Setor Têxtil, Vestuário, Couro e Calçados (Conaccovest), Milene Rodrigues.

A visita de Milene Rodrigues à instituição foi para discutir a continuidade dos trabalhos desenvolvidos em parceria com a Fundacentro, que vem sendo realizados desde 2002. Com destaque nos ambientes de trabalho das costureiras de edredons, colcha, lençol e cobre leito.

A preocupação tanto do Conaccovest quanto da Fundacentro é de implantar estudo ergonômico inédito que ofereça a implantação de um mobiliário compatível com o volume, peso e tipos de tecidos. “As peças são grandes, volumosas e pesadas, nesse sentido é fundamental que esses ambientes tenham um mobiliário adequado para o desenvolvimento das atividades das costureiras”, salienta Serrano e Rodrigues.

Completam que o esforço físico compromete os membros superiores das profissionais, além disso, a postura inadequada desenvolve a cifose, ou seja, um aumento anormal da curva lombar. Essa anormalidade na coluna faz com que as costureiras sintam frequentemente dor nas costas.

Durante a reunião, a presidente da instituição, Leonice da Paz, ressaltou que a causa é nobre e a Fundacentro com a sua expertise continuará com os estudos. “É imprescindível que a instituição continue e aprimore os estudos em benefício de um ambiente saudável para as trabalhadoras e trabalhadores da indústria têxtil”, frisa.

Vale ressaltar que em 2016, de acordo com dados oficiais da Previdência Social, as dores lombares englobaram o maior motivo de ausências no trabalho e atestados a cada cinco minutos. Sendo que no primeiro trimestre do mesmo ano, foram registrados 24 mil afastamentos. Já, os planos de saúde indicam um número de 52% relacionados a problemas de dores nas costas.

Ricardo Serrano que está envolvido com o projeto desde o início, já desenvolveu protótipos de cadeiras ergonômicas e inovações como tampo, pedal, mesas auxiliares e iluminação de LED para máquinas de costura, os quais foram implantados em alguns setores da indústria têxtil. Inclusive, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) concedeu quatro patentes de design industrial, como tampo da mesa de costura, mesa auxiliar, pedal móvel e iluminação em LED.

O chefe do SRI, Clodoaldo Caetité, de acordo com Ricardo Serrano, ficará responsável pelas imagens e filmagens que serão produzidas durante as atividades de campo no setor têxtil.

A secretária nacional da Conaccovest destacou que é importante que a Fundacentro consiga agendar uma reunião com o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

Data: 10/8/2017
Fonte: ACS Débora Maria Santos (Fundacentro)

Compartilhe