HPV ou Condiloma

HPV OU CONDILOMA ACUMINADO

 

Conceito

 

É umaInfecção causada por um grupo de vírus (HPV - Human Papilloma Viruses) que determinam lesões papilares (elevações da pele) as quais, ao se fundirem, formam massas vegetantes de tamanhos variáveis, com aspecto de couve-flor (verrugas).

Os locais mais comuns do aparecimento destas lesões são a glande, o prepúcio e o meato uretral no homem e a vulva, o períneo, a vagina e o colo do útero na mulher.

Em ambos os sexos podem ocorrer no ânus e reto, não necessariamente relacionado com o coito anal. Com alguma freqüência a lesão é pequena, de difícil visualização a olho nu, mas na grande maioria das vezes a infecção é assintomática, ou seja, (sem nenhuma manifestação detectável pelo paciente).

Alguns
Sinônimos

 

É geralmente conhecida como: Jacaré, jacaré de crista, crista de galo ou verruga genital.

 

Complicações

 

Frequentemente evolui para câncer do colo do útero e vulva e, mais raramente, câncer do pênis e também do ânus.

 

Transmissão

 

Contacto sexual íntimo (vaginal anal e oral). Mesmo que não ocorra penetração vaginal ou anal o vírus pode ser transmitido.

 

O recém-nascido pode ser infectado pela mãe doente, durante o trabalho de parto.

 

Pode ocorrer também, embora mais raramente, contaminação por outras vias (fômites) que não a sexual: em banheiros, saunas, instrumental ginecológico, uso comum de roupas íntimas, toalhas etc.

 

Período de Incubação


Pode levar semanas e até anos.

 

Diagnóstico

 

O diagnóstico é essencialmente clínico (anamnese e exame físico). Ou seja, através da historia clinica e do exame preventivo.  Eventualmente recorre-se a uma biópsia da lesão suspeita e a colposcópia.

Tratamento

 

O tratamento visa à remoção das lesões (verrugas, e lesões do colo uterino). Os tratamentos disponíveis são (locais, cirúrgicos, quimioterápicos, cauterizações etc). As recidivas (retorno da doença) podem ocorrer e são freqüentes, mesmo com o tratamento adequado. Eventualmente, as lesões desaparecem espontaneamente.

Ainda não existe um medicamento que erradique o vírus, mas a cura da infecção pode ocorrer por ação dos mecanismos de defesa do organismo.

 

Prevenção

 

Camisinha usada adequadamente, do início ao fim da relação, pode proporcionar alguma proteção. Ter parceiro fixo ou reduzir numera de parceiros. Exame ginecológico anual para rastreio de doenças pré-invasivas do colo do útero. Avaliação do (a) parceiro (a). Abstinência sexual durante o tratamento.

 

Data: 27/09/2012

Compartilhe