04/04/2013 Demanda por calçados de segurança aumenta em período de safra

A safra de cana-de-açúcar 2013/2014 na região Centro-Sul do país deve atingir a marca de 587 milhões de toneladas, segundo a Datagro, consultoria especializada no mercado sucroenergético. De acordo com a Unica (União da Indústria de Cana-de-açúcar), usinas da região de Ribeirão Preto iniciaram os trabalhos no mês de março e a previsão é de que eles se estendam até dezembro.

            Durante este período, a demanda por calçados de segurança aumenta até 30%, segundo o supervisor de Vendas da Fujiwara no Interior de São Paulo, Thiago Silvestre Barbosa. 'Todos os anos observamos esta tendência. As empresas começaram a se conscientizar de que compensa investir mais na proteção do trabalhador e os produtos são cada vez melhor adaptados às necessidades dos profissionais', afirma Barbosa.

            Uma pesquisa realizada pela Fujiwara em 13 das principais usinas do interior paulista mostra que 44% dos trabalhadores do setor canavieiro elegeram o conforto como a característica mais importante de um calçado. Em segundo lugar ficou a durabilidade do produto. O levantamento também apontou que, das indústrias pesquisadas, 25% têm, em média, 600 profissionais previstos para atuar no corte da cana de açúcar, e 17% delas atuam com, pelo menos, mil funcionários.

            Acidentes de trabalho

            Para a 2ª Turma do TST (Tribunal Superior do Trabalho), o corte de cana-de-açúcar é uma atividade perigosa e, por essa razão, o empregador deve indenizar o funcionário que sofrer acidente independentemente de ficar comprovada sua culpa.

            O último Anuário Estatístico da Previdência Social aponta que, em 2011, foram registrados 711.164 acidentes de trabalho em todo o país. Destes, 4% ocorreu no setor de Agropecuária, que contêm o cultivo de cana entre as atividades relacionadas. Ainda de acordo com o órgão, no mesmo ano, fraturas no pé, exceto no tornozelo, foram a sétima ocorrência mais registrada - 21.609.

            Com o objetivo de prevenir os acidentes de trabalho, a Fujiwara desenvolveu a linha Sugar Line, específica para os segmentos Sucroalcooleiro, Agrícola, Químico e Industrial. O calçado de couro possui sistema de calço rápido, com elásticos nas laterais, e exclusivo protetor de metatarso.

            'Esta proteção interna, composta de plásticos de alta performance, fica posicionada na região do dorso dos pés, oferecendo resistência sem retirar a flexibilidade do trabalhador', explica a gestora do Departamento de Pesquisa & Desenvolvimento da marca, Andresa Bolzan.

            O produto oferece, ainda, biqueira de aço para proteção contra impacto nos dedos, provenientes de quedas de objetos pesados ou cortantes.

 

Data: 04/04/2013

Fonte: Milagre do Verbo Comunicação

 

 

Compartilhe